glândulas salivares

Como é o pós-operatório da cirurgia de remoção de tumor nas glândulas salivares?

Quando se fala em tumor, longo vem à mente a palavra que muita gente tem até medo de pronunciar: câncer. Ocorre que, no caso dos tumores encontrados em glândulas salivares, a maioria é benigna. Porém, em qualquer situação, o processo cirúrgico requererá do paciente uma dose extra de cuidado e paciência no pós. 

O que pode acontecer após a remoção de tumor nas glândulas salivares?

Qualquer cirurgia deixa alguns “rastros” depois de finalizada. Na situação que estamos tratando, podem acontecer, dentre outras coisas, disfunções temporárias ou definitivas nos nervos do rosto, comprometendo os movimentos dos músculos faciais; febre; dor; fístulas (uma espécie de túnel que se  abre entre a glândula e a pele); edema e, muito raramente, hemorragia. 

Medicamentos 

Em alguns casos, o paciente que recebe anestesia geral pode sentir náuseas e vômitos depois da cirurgia, sintomas que tendem a desaparecer um dia após o procedimento. 

O médico prescreverá medicamentos para atenuar esses desconfortos, sendo que, além desses, outros remédios podem entrar em cena à medida que o processo de recuperação acontece. Os principais são: anti-inflamatórios e analgésicos, os quais, normalmente, são prescritos para a 1ª semana no pós-operatório, para diminuir a dor e o inchaço local. 

Importante pontuar: nenhuma substância deve ser ingerida sem orientação médica. 

Retorno

Cada caso demandará uma data de retorno, no entanto, geralmente, ocorre 7 a 15 dias após a operação. Esse retorno é importantíssimo, pois é possível avaliar a evolução do paciente e, se necessário, estabelecer novas estratégias de recuperação. Na oportunidade, os pontos cirúrgicos são retirados. 

Um aspecto que o médico checa é a presença de fístula. É que, por se tratar de uma glândula salivar, após a ressecção parcial da mesma, ficam áreas expostas internamente, podendo ocorrer acúmulo de saliva na região. Acontece, ocasionalmente, abertura de um pequeno orifício na cicatriz, o qual drena pequenas quantidades de líquidos. É esperado que se resolva espontaneamente em algumas semanas. 

Alimentação

É natural que o paciente sinta incômodo e dor ao mastigar, por isso, recomenda-se seguir uma dieta líquida no dia da cirurgia e, até o retorno ao consultório, consumir alimentos bem cozidos e amolecidos. Embora não haja restrições alimentares específicas após a cirurgia, é ideal passar longe de itens carregados de sódio e açúcar, sobretudo os processados/ultraprocessados. Outro ponto, claro, é dizer “não” para bebidas alcoólicas e cigarro. 

Esforço físico

Trata-se do aspecto mais importante e está diretamente relacionado aos resultados alcançados no pós-operatório. Quem passou por cirurgia de remoção de tumor nas glândulas salivares deve restringir o esforço físico, por isso, nada de carregar peso, fazer ginástica, correr ou realizar atividades domésticas que requerem utilização de força. O paciente pode subir escadas e executar tarefas simples, desde que o faça com moderação. E isso é sério, já que esse cuidado visa diminuir o aparecimento de inchaço e possível sangramento. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de cabeça e pescoço em São Paulo!

Comentários

Posted by Pablo Gabriel Quintana