câncer de boca

Câncer de boca: o que é, causas e tratamentos

Feridas que não cicatrizam, manchas avermelhadas ou brancas, dificuldade para engolir e falar. O que esses sintomas têm em comum? Todos são característicos do câncer de boca, também chamado de câncer da cavidade oral ou bucal.

Você já ouviu falar nele? Quer conhecer mais sobre as causas, sintomas e tratamentos? Então, não deixe de ler este post. A seguir, abordaremos todos os tópicos mais relevantes a respeito dessa doença.

O que é o câncer de boca?

O câncer de boca se caracteriza pela presença de um tumor maligno na cavidade oral, principalmente nos lábios e na língua. Embora seja muito comum entre homens acima dos 40 anos, também há histórico de casos em jovens que não fumam e nem consomem bebidas alcoólicas.

Geralmente, o câncer de boca se manifesta através de uma pequena ferida na boca, esbranquiçada ou avermelhada, que não cicatriza e provoca uma dor incômoda. Porém, como costuma ser confundido com uma afta, grande parte dos diagnósticos ocorre de forma tardia.

Ademais, diferente de outros órgãos, conseguimos visualizar o interior da boca com mais facilidade, o que permite um auto exame mais preciso. Para isso, basta abrir bem a cavidade oral, colocar a língua pra fora e observar o lado direito e esquerdo das bochechas. Na presença de qualquer lesão, recomenda-se buscar um especialista.

Como é causado?

As causas para este tipo de neoplasia não estão totalmente esclarecidas. No entanto, existem fatores que tornam um indivíduo mais suscetível ao seu desenvolvimento, sendo chamados de fatores de risco. No caso do câncer de boca, esses fatores são:

  • tabagismo: quem fuma está mais propenso do que não fumantes, pois a fumaça do tabaco tem um alto teor de toxinas. As chances são ainda maiores para quem utiliza cachimbos;
  • alcoolismo: o consumo de álcool em excesso torna uma pessoa mais suscetível à doença. Quando o paciente bebe e fuma o risco é 30 vezes maior do que em pessoas que não fumam ou bebem;
  • HPV: o Papilomavírus humano é um importante fator de risco para o câncer de boca, principalmente em pessoas mais jovens com histórico de múltiplos parceiros;
  • excesso de peso: estar acima do peso aumenta o risco para essa doença;
  • idade e gênero: homens com mais de 55 anos têm um risco aumentado de desenvolver esta neoplasia;
  • síndromes genéticas: ter o diagnóstico de síndrome de Fanconi e disceratose congênita torna uma pessoa mais suscetível ao câncer de cavidade oral;
  • alimentação: uma dieta pobre em frutas e vegetais está associada ao maior risco para o câncer.

Como é o tratamento?

O tratamento varia de acordo com o estadiamento do tumor, mas a cirurgia é a alternativa mais eficaz. Porém, a depender do quadro, o tratamento pode ser baseado em quimioterapia e radioterapia, combinadas ou não entre si ou com o procedimento cirúrgico. 

Ademais, o tratamento pode ser feito de diferentes formas, sendo a cirurgia de Mohs a ressecção fina as técnicas mais utilizadas. Em alguns casos mais severos, a imunoterapia e uso de cetuximabe pode ser indicado para aumentar a sobrevida do paciente.

Enfim, o câncer de boca é uma doença grave e que precisa ser prevenida. Quando diagnosticada precocemente, as chances de cura são reais. Por isso, ao primeiro sinal de uma ferida ou mancha que não some na boca, procure um médico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de cabeça e pescoço em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp