doenças das glândulas salivares

Doenças das glândulas salivares: causas, sintomas e tratamentos

As glândulas salivares são responsáveis pela produção de saliva, que umedece os alimentos para torná-los mais fáceis de engolir e que contém enzimas que ajudam na digestão. Porém, assim como qualquer órgão, está suscetível a uma série de doenças.

Você sabe quais são elas? Quer conhecer tudo sobre essas patologias? Então, recomendamos a leitura deste post. Nele, falaremos sobre as causas, sintomas e tratamentos dessas doenças.

Quais são as doenças das glândulas salivares?

As glândulas salivares são classificadas em três tipos principais: glândulas parótidas, sublinguais e submandibulares. Além dessas, existem várias outras distribuídas por toda a boca.

No que se refere às desordens das glândulas salivares, as mais comuns são: disfunção, cálculos, infecção e edema. A seguir, explicaremos um pouco mais sobre cada uma dessas condições:

Disfunção da glândula salivar

Trata-se do problema que com maior frequência acomete essas estruturas, especialmente entre os adultos. Geralmente, se caracteriza pela baixa produção de saliva, o que deixa a boca seca, causando a chamada xerostomia.

Ainda, esse transtorno pode ter origem em doenças sistêmicas, como o lúpus, artrite reumatoide e síndrome de Sjögren; infecções por HIV; uso de medicamentos, como antidepressivos, anti-histamínicos e sedativos; ou em função da quimioterapia ou radioterapia.

Além disso, essa secura na boca pode ter relação com hábitos do próprio paciente, tais como, beber pouco líquido ou respirar pela boca. O envelhecimento também pode provocar esse sintoma.

Cálculos nas glândulas salivares

Um cálculo é formado por sais presentes na saliva. Por isso, é comum que surjam quando o indivíduo está desidratado ou em decorrência do uso de medicamentos que diminuem a produção de saliva.

Ainda, esses cálculos salivares se tornam um problema maior quando obstruem todo o ducto que transporta a saliva para a boca, fazendo com que ela retroceda e inflame as glândulas. Consequentemente, pode fazer com que a região seja infectada por bactérias.

No que se refere aos sintomas, a obstrução do ducto causa inchaço e dor na região da glândula afetada que piora após as refeições. No entanto, quando não causam grande bloqueio, os cálculos tendem a ser assintomáticos.

Sialoadenite

Trata-se de um tipo de infecção que acomete as glândulas salivares e costuma surgir em função da redução do fluxo de saliva. A glândula parótida é a mais afetada, especialmente em pessoas com idade entre 50 e 60 anos.

Caxumba

A caxumba é uma infecção viral que afeta a glândula parótida, sendo muito comum em adolescentes e adultos jovens diagnosticados com anorexia. Entre os sintomas mais frequentes estão febre, calafrios, dor e inchaço no local afetado.

Como é o tratamento dessas doenças?

O tratamento varia de acordo com a condição. A boca seca pode ser resolvida com uma boa higiene bucal e o uso de alguns fármacos. Já os cálculos podem ser tratados com a ingestão de líquidos, uso de analgésicos e, se necessário, a remoção cirúrgica.

Quando o problema é uma infecção, o médico irá prescrever antibióticos específicos para o problema. Além disso, o paciente precisa aplicar compressas mornas, mascar chicletes, massagear as glândulas e usar escova e fio dental regularmente.

Enfim, com a leitura deste post, você conheceu um pouco mais sobre as doenças das glândulas salivares mais comuns, desde seus sintomas até as opções de tratamento. Portanto, na presença de qualquer anomalia na região, procure um médico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de cabeça e pescoço em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp