hiperparatireoidismo

O que você precisa saber sobre o hiperparatireoidismo

Em quantidade adequadas, o hormônio da paratireoide ajuda a manter o equilíbrio de cálcio na corrente sanguínea e nos tecidos que dependem do cálcio para o funcionamento. O hiperparatireoidismo, portanto, é uma disfunção que ocorre quando as glândulas paratireoides liberam muito hormônio na corrente sanguínea.

Existem dois tipos: o primário, em que uma ou mais glândulas paratireoides causam superprodução do hormônio, e o secundário, que ocorre pela outra doença, a qual é responsável pela baixa nos níveis de cálcio no corpo.

Sintomas hiperparatireoidismo

O hiperparatireoidismo é frequentemente diagnosticado antes que os sinais ou sintomas do distúrbio sejam aparentes. Isso porque, quando os sintomas ocorrem, eles já são o resultado de danos ou disfunções em outros órgãos ou tecidos, devido aos altos níveis de cálcio no sangue e na urina, ou à falta de cálcio nos ossos.

Assim, os sintomas podem ser tão leves e inespecíficos que não parecem relacionados à função da paratireoide ou, ainda, podem ser graves:

  • Osteoporose;
  • Pedras nos rins;
  • Micção excessiva;
  • Dor abdominal;
  • Cansa-se facilmente ou fraqueza;
  • Depressão ou esquecimento;
  • Dor óssea e articular;
  • Queixas frequentes de doenças sem causa aparente;
  • Náusea, vômito ou perda de apetite.

Causas

Em primeiro lugar, essa disfunção é causada por fatores que aumentam a produção do hormônio da paratireoide. Então, as glândulas mantêm níveis adequados de cálcio e fósforo em seu corpo, desligando ou ligando a secreção do hormônio da paratireoide. Sendo assim, a vitamina D também está envolvida na regulação da quantidade de cálcio no sangue.

Normalmente, esse ato de equilíbrio funciona bem. Portanto, quando os níveis de cálcio no sangue caem muito, as glândulas paratireoides secretam o suficiente para restaurar o equilíbrio.

Por outro lado, quando os níveis de cálcio no sangue estão muito altos, as glândulas paratireoides produzem menos. Mas, às vezes, uma ou mais dessas glândulas produzem hormônio em excesso. Dessa forma, isso leva a níveis anormalmente elevados de cálcio e baixos níveis de fósforo no sangue.

Assim, o hiperparatireoidismo pode ocorrer por um problema nas glândulas paratireoides (primário) ou por outra doença que afete a função das glândulas (secundário).

Complicações do hiperparatireoidismo

As complicações do hiperparatireoidismo estão principalmente relacionadas ao efeito de longo prazo da falta de cálcio nos ossos e excesso na corrente sanguínea.

As complicações comuns incluem:

  • Osteoporose: a perda de cálcio resulta em ossos fracos e quebradiços.
  • Pedras nos rins: o excesso de cálcio no sangue pode levar a um excesso de cálcio na urina, o que pode causar a formação de pedras nos rins.
  • Doença cardiovascular: embora a relação exata de causa e efeito não seja clara, altos níveis de cálcio estão comumente associados a condições cardiovasculares, como pressão alta e certas doenças cardíacas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Então, leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião de cabeça e pescoço em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp